Monocromia e vazios num projeto sem supérfluos

Ana Dickow apto na Helmut Weinmann

Localizado em frente ao Parque Germânia, no Jardim Europa, em Porto Alegre, este apartamento de 270 metros quadrados conta com vista privilegiada, que inclui uma área verde nativa, que é ainda mais valorizada pelas características arquitetônicas do imóvel. A grande pele de vidro na sala principal, que tem pé direito duplo, ajuda a transportar toda essa beleza para dentro de casa. “Na minha visão, luxo está também nos espaços ociosos, nos vazios, por isso, meu objetivo foi destacar o horizonte, a natureza, essa vista que é de tirar o fôlego, e a luz natural”, explica com entusiasmo a responsável pelo projeto de interiores do apartamento, arquiteta Ana Maria Dickow.

Ana Dickow apto na Helmut Weinmann
A vista é um dos pontos fortes do imóvel e que a arquiteta tirou partido no projeto (Fotos Sergio Vergara)

Com foco neste propósito, decidiu acrescentar poucos elementos a fim de preservar as qualidades originais do imóvel, espaçoso e fluido, como também aproveitar os revestimentos oferecidos pela construtora, como o do piso, porcelanato com textura cimentícia, numa atitude “inteligente e atual”, como ela define a opção. O setor íntimo foi desenvolvido de forma básica e a elaboração mais detalhada foi reservada à área social, que se vê aqui.

Ana Dickow apto na Helmut Weinmann
Área social integrada, mas sem cozinha social

Ana Dickow apto na Helmut Weinmann

Projeto Ana Maria Dickow, site eleoneprestes.com
Do estar também é possível desfrutar a vista

No hall de entrada, a arquiteta utilizou painéis em madeira para vestir uma das paredes, dando proteção visual ao espaço de circulação. A superelegante cômoda Ricci em laca verde tem base e puxadores em carvalho natural maciço, e faz companhia ao pufes de veludo, numa nuance distante de verde. Na lateral, a tela de Gustavo Giacobini finaliza o ambiente. O ângulo pintado de cinza atrás da cômoda faz a transição para a sala de jantar, onde a parede tem essa mesma cor.

Ana Dickow apto na Helmut Weinmann
Hall de entrada

Quase branco

No jantar, o bufê de linhas horizontais guarda a louça especial da casa e serve de prático apoio. Foi laqueado na mesma tonalidade da parede, tem tampo de vidro, com fundo de espelho e iluminação embutida, fazendo com que sua presença vá bem além da funcionalidade. A mesa Bolero é em madeira, com acabamento natural na base, e laqueada em cinza-claro, quase branco, com bordas chanfradas no tampo, acomodando confortavelmente 10 pessoas. As agradáveis curvas das cadeiras Évora são um aconchegante afago com sua interessante organicidade. Com acabamento lavado, sua madeira é quase crua, perfeita com o estofamento de sarja peletizada também clara. Por sua serenidade, o conjunto monocromático permitiu o uso de um par de lustres The Heracleum, design de Bertjan Pot para a Moooi de Marcel Wanders. Ana Maria explica que a peça foi batizada com o nome do gênero da planta na qual foi inspirada.

Ana Dickow apto na Helmut Weinmann
Equipamentos e estrutura funcional no entorno da mesa de jantar encimada por luminárias de design

No fundo do jantar, uma bancada com tampo de granito preto abriga bar, adega climatizada e frigobar, e tem o mesmo detalhe do ripado horizontal sobre espelho que se vê no bufê. A base ebanizada segue a paleta enxuta de cores de todo o ambiente. Ao seu lado, o painel de madeira reveste a parede da churrasqueira, fechado com prático tampo do tipo contrapeso. As portas vazadas deixam ver apenas em parte o que há por trás delas, de uma forma elegante e discreta, como queria o cliente, que não apreciava a ideia de uma cozinha gourmet exposta.

Um acertado toque de moda

No estar, os estofados receberam tecidos que lembram alfaiataria: o sofá em L Amadeo, linho com textura aveludada, e as poltronas Dilla, que têm braços finalizados por uma trama de tiras de couro estonado, padrão chevron miúdo em relevo. A escolha revela o gosto da profissional pelo universo da moda, tema que estudou em Florença. Na parede do sofá, o díptico da artista plástica mineira Ana Verona também segue as mesmas tonalidades sóbrias e discretas de todo o projeto.

Ana Dickow apto na Helmut Weinmann
Estar com obras de arte, um díptico

Um item a mais de acolhimento, a lareira mescla granito e madeira ebanizada e, verticalmente, segue com painéis em lâminas de madeira natural tingidas de castanho, enquanto as laterais são de espelho, “para refletir a vista”, justifica a arquiteta. No centro do amplo estar, a mesa Saarinen branca com tampo de mármore se destaca, com seu design imortal. A mesma cor está nas paredes, aumentando a relevância da imensa cortina de linho cinza com barra alta e motorizada, fazendo frente ao pé direito altíssimo. No piso, o tapete kilim kruze indiano mistura fios de seda rústica, lã e algodão, composição que resulta extremamente suave ao toque. Com cores discretas, é o desenho geométrico, capaz de iludir com seu efeito tridimensional, que atrai a atenção.  “O tapete traz o olhar para baixo, proporcionando aconchego e outro movimento para a perspectiva verticalizada do estar”, define Ana Maria.

Ana Dickow apto na Helmut Weinmann
Lareira e tapete contracenando com a mesma força

Juntas, discrição e elegância

Ana Dickow apto na Helmut Weinmann
Lavabo detalhado

O papel de parede marrom-escuro do lavabo tem textura que lembra couro, e casa de forma harmoniosa com o móvel em lâmina italiana Canaletto. Os puxadores são finalizados com tramado em couro e a bancada é em granito cinza, com cuba de apoio. O espelho ganhou iluminação indireta com fita LED em cor morna, deixando tudo bem intimista.

Ana Dickow apto na Helmut Weinmann
Cozinha tem revestimento cerâmico estampado, mas sem sair da cartela cromática

Na cozinha, os móveis têm revestimento de lâminas na cor Gianduia, e portas em vidro Ártico branco. Os relevos gráficos prateados dos azulejos fazem coro para os equipamentos da linha Gourmand em aço inox e para as telas solares rolô, também prata, que dosam a claridade do ambiente. A pequena bancada para refeições rápidas tem a companhia de duas cadeiras Juno, em polipropileno preto.

Ana Dickow apto na Helmut Weinmann
Cozinha

Neste projeto, a profissional teve a colaboração da arquiteta Juliana Westphalen.

Ana Maria Dickow é graduada em Arquitetura e Urbanismo pela UniRitter, com especialização em Moda & Design na Accademia Italiana di Moda, de Florença, na Itália. Mantém escritório próprio em Porto Alegre e atua em arquitetura de interiores, reformas e execução de obras.

Avenida Caí, 306 / 04

Bairro Cristal – Porto Alegre

(51) 99962-0665 – anamariadickow@gmail.com

anamariadickow.wix.com/arquitetura

Texto de Marjori Michelin

Mais de Equipe eleoneprestes.com

Madeira e mármore ditam o estilo de escritório em Novo Hamburgo

Dentro das tendências da arquitetura de interiores, com o uso de ripados...
Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *