Reforma em apartamento de 320 metros quadrados privilegia a unidade na área social

Apartamento reformado por Angela Snel na Grande Porto Alegre
Volume em balanço impera no setor de convívio (fotos Denise Wichmann, divulgação)

“A simplicidade é o mais alto grau da sofisticação”. Esta frase de Leonardo Da Vinci norteia a proposta deste projeto atemporal do escritório Angela Snel Arquitetura, Interiores e Iluminação. A reforma privilegia a área social de apartamento de 320 metros quadrados com as três suítes originais reduzidas a apenas uma para ajustar a planta à necessidade da jovem proprietária. E tudo usando pouca informação – o clichê “menos é mais” tem o seu valor – e muita qualidade nas escolhas de materiais e mobiliário: basalto lixado, piso laminado e porcelanato formam as superfícies formando contrapontos com vidro e espelho. Integração, a tônica da reconfiguração do layout, levou à unificação dos espaços de cinco ambientes – duas suítes, gabinete, estar e jantar – proporcionando uma área social de 143 metros quadrados com economia na paleta de cores. Apenas a cozinha, de 25 metros quadrados, não foi integrada aos ambientes de convívio. Há ainda 72 metros quadrados de área íntima com suíte, closet, dois banheiros, sacada e jardim dentro do quarto.

Living no projeto de Angela Snel

Paleta de cores composta por tons nudes, cinzas e  preto contribui para a uniformidade do projeto com várias áreas de convívio no living. O imóvel, em prédio na Grande Porto Alegre de 30 anos com a característica de ter um apartamento por andar, conta com este projeto de interiores criado pelo escritório Angela Snel Arquitetura, Interiores e Iluminação, que tem sede em Novo Hamburgo há 30 anos. Atualmente, a designer Angela Weissheimer Snel e o arquiteto Tiago Mineiro assinam trabalhos residenciais e comerciais pelo Brasil.

Harmonia e conforto

Refúgio urbano para curtir momentos de relax em casa
Refúgio urbano para curtir momentos de relax em casa. Há poucos objetos e, entre esses, a arquiteta diz que sempre prefere inserir os feitos à mão

– Quem entra no apartamento, tem sensação de amplitude, ao mesmo tempo em que o espaço é ocupado por cinco ambientes de forma harmônica: estar, lounge com adega, jantar, estar íntimo e bar – ressalta Angela.

Estar com escultura de parede de Magna Sperb
Estar com escultura de parede de Magna Sperb com acabamento em laca preta. Para incluir verde no espaço, a arquiteta escolheu a yuccca, planta de fácil manutenção e que não perde folhas

Longevidade e design

A profissional conta que foram muitos os desafios a vencer até chegar no detalhamento dos ambientes e passar a sensação pretendida pelos criadores do projeto executado há nove anos. Com a característica da atemporalidade, a proposta é atual até hoje. Angela admite que possam ser feitas pequenas alterações de cores e tecidos, mas a ideia é a de os ambientes terem vida longa. Para Angela, “um bom trabalho pode perdurar por mais de 15 anos”.

– Procuramos fazer com que o cliente entenda que o investimento em cadeiras, banquetas e mesas assinadas por designers, além de agregar valor, fazem parte de uma construção de projeto em que o desenho das peças se destaca – acrescenta Angela, que especificou móveis com as grifes de Sergio Rodrigues e Jader Almeida.

Bar em casa
Bar em casa com entorno integrado na proposta. Observe que a continuidade de 35 metros de sacadas mereceu atenção especial
Quatro cadeiras giratórias ao lado do bar para degustar vinhos sem pressa
Quatro cadeiras giratórias ao lado do bar para degustar vinhos sem pressa.

Funcionalidade e estética caminham juntas nessa proposta, que tem 35 metros de sacadas: integradas aos ambientes internos com o devido nivelamento de pisos, as aberturas receberam persianas de madeira 5cm sobre a pele de vidro, com acionamento motorizado. Jantar com tudo à mão

Jantar com tudo à mão, com os vidros e cristais no nicho criado na parede de basalto lixado. Os grafismos nos tapetes entram com informação para quebrar a hegemonia das cores sólidas

Luz na medida

A luminotécnica dos projetos fica por conta de Angela, que é pós-graduada em Design de Interiores e Illuminação pelo IPOG. Todo apartamento é rebaixado em gesso plano porque há muitas vigas. Angela especificou iluminação uplight e downlight, com a possibilidade de iluminar apenas a persiana, com iluminação de baixo para cima. As luminárias são intercaladas com pontos de luz de cima para baixo. O que “forma desenho lindo na persiana”.

– Casa tem que dar sensação de introspecção – defende Angela.

Luminotécnica projetada por Angela Snel
Luminotécnica projetada por Angela Snel dá o clima ideal para relaxar. A lareira ecológica contribui para a cena, como parte de um volume importante no living sendo toda a parte superior de gesso em balanço

Quando alguém chega em casa tem que ter essa sensação introspectiva, por isso a profissional escolheu iluminação de 2.700K (temperatura de cor medida em graus Kelvin) porque a partir de 4.000K  provocaria excitação. Diferentemente de uma fábrica, por exemplo, onde o indicado seria usar lâmpadas de 6.000K (de cor mais fria) para manter os funcionários alertas.

Cozinha na mesma paleta cromática

Cozinha na mesma paleta cromática e com as persianas especificadas para a área social. Angela faz questão de ressaltar “a presença de automação para perfeito funcionanento, regulagem e durabilidade” das persianas

Ambiente compartimentado, a cozinha tem espaço para refeições rápidas
Ambiente fechado, a cozinha tem espaço para refeições rápidas e todo o conforto, uma solicitação da cliente

Detalhe do lavabo

Detalhe do lavabo, com jogo de tons neutros, transparêcias e materiais reflexivos

Vivência e inspiração

– Para nós, a fase de projeto é fundamental. Análise, simulação de uso e a vivência anterior à execução são fundamentais – diz Angela.

Uma pergunta de muito valor antes de ser feita proposta do projeto é “O que vocês não querem repetir?”, conta a designer de interiores, que não pede referências ao cliente.

Sua inspiração para chegar a um projeto certeiro?

– Eu me inspiro na arte: o profissional precisa ter experiências, vivências em mostras de galerias de arte, museus, cinema, teatro, música, etc. – diz ela, ávida por encontrar o diferente e exercitar a criatividade.

 

Escrito por
Mais de Eleone Prestes

58ª edição do Salone del Mobile: homenagem a Da Vinci e novos formatos

Com homenagens a Leonardo da Vinci e novos formatos de exposição, a...
Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *