Paola Sakr e Arik Levy: designers com trabalhos sustentáveis para acompanhar em 2019

A edição de setembro da Maison & Objet 2018, um dos principais eventos de design do mundo, que ocorreu em Paris, na França, mostrou que além de cores, formas e estilos, a sustentabilidade será uma tendência em 2019. Conforme a organização do evento, ser sustentável é uma das principais qualidades que um produto pode ter atualmente.

Pelo menos dois dos designers com trabalhos expostos na mostra apostaram no respeito ao meio ambiente como propósito para criar novas linhas: a libanesa Paola Sakr e o israelense Arik Levy.

Formada em Design de Produto pela Académie Libanaise des Beaux-Arts, no Líbano, Paola Sakr abriu um estúdio na capital do país, Beirute, em 2016. No site dedicado ao próprio trabalho, descreve as criações como “uma colaboração desinteressada e contínua com o mundo”, em que sempre tenta fazer algo de bom, seja ambiental, social ou “para a alma”. Apaixonada por pesquisa e experimentação, acredita na constante inovação e simplicidade.

Premiada com o “Rising Talents Award”, ao lado de outros cinco estilistas libaneses na Maison & Objet, Sakr levou à mostra, em setembro, a coleção Impermanence (Impermanência, em português). Série de vasos feitos com materiais abandonados ou restos, a linha tem o propósito de “dar uma segunda vida” ao que seria “esquecido”, conforme o site da designer.

“Representa nosso apego ao que é efêmero. Esta coleção é um lembrete de que tudo ao nosso redor está em perpétua metamorfose e sujeito à decadência e destruição. Um lembrete de que nada é permanente, mas muda. O breve ciclo de vida das flores que prosperam nesses vasos simboliza a existência fugaz de nossa realidade”, informa a página de Sakr.

Latão, madeira, vime, vidro e outros materiais recolhidos de locais em construção estão entre os usados pela designer para criar a coleção, que mostra que não é preciso gerar novos resíduos para decorar a casa com bom gosto.

Natural de Tel Aviv, em Israel, o designer Arik Levy participou do Art Center Europe, na Suíça, onde se formou em Design Industrial, em 1991. Com uma carreira de quase 30 anos, atualmente trabalha em um estúdio próprio, em Paris. Famoso pela série de esculturas “Rock”, tem trabalhos expostos em prestigiados museus e galerias de diversos cantos do mundo.

Levy levou à Maison & Objet 2018 de setembro luminárias de bambu criadas para a loja francesa Forestier. Esse tipo de madeira é sustentável porque, após o corte, ela se regenera, evitando o impacto ambiental da morte da planta. O bambu é o encontro poético entre a natureza e o design. Um viés de materiais naturais e autênticos sublimados pelo artesanato artesanal e inspiração criativa”, informa o site da loja.

As luminárias distinguem-se pelas lâminas de bambu de dois tons, que projetam nas paredes sombras delicadas. Conforme a Forestier, o difusor, também feito de bambu, tem uma parte em cor natural e outra em preto, vermelho ou verde.

Fotos: Sites Paola Sakr, Arik Levy e Forestier/Divulgação

Mais de Equipe eleoneprestes.com

Revitalização de apartamento de 1960 desenhada com arte

Apartamento dos anos 1960 atualizado por Tuanny Balen mantém detalhes originais do...
Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *