Mulheres na Arquitetura 2018

Inúmeros prêmios consagram arquitetos e designers no mundo todo. Neste ano, destaque para algumas premiações e seus vencedores, como as arquitetas que ganharam os famosos The Architectural Review e The Architects ‘Journal’s 2018 Women in Architecture. O primeiro título de 2018, chamado de Arquiteta do Ano, foi entregue à peruana Sandra Barclay, em Londres. Sandra é co-fundadora do escritório Barclay & Crousse, com sede em Lima, e foi reconhecida pela proposta do Museu de Arqueologia do Sítio de Paracas, no Peru.

Outra vencedora do prêmio Mulheres na Arquitetura 2018 foi a arquiteta e fundadora da AL_A, Amanda Levete. Ela conquistou o Prêmio Jane Drew deste ano, enquanto a arquiteta paraguaia Gloria Cabral foi selecionada como vencedora do Prêmio Moira Gemmill para Arquitetura Emergente, sendo ambas reconhecidas pelo júri pelo seu domínio de materiais. Já a profissional Madelon Vriesendorp recebeu o Prêmio 2018 Ada Louise Huxtable.

Reconhecimento em território nacional

No Brasil, a Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA) anunciou a relação dos vencedores do 13º Prêmio Arquiteto e Urbanista do Ano e do Prêmio FNA 2018. Neste ano, os profissionais premiados são a arquiteta e urbanista Carina Guedes, que desde 2013 encabeça o projeto ‘Arquitetura na Periferia’ em Belo Horizonte (MG), na categoria Setor Privado; os sócios Franthesco Spautz, Paola Maia, Taiane Beduschi e Karla Moroso, da AH! Arquitetura Humana, escritório de Porto Alegre (RS) que atua na promoção de políticas voltadas à Assistência Técnica em Habitação de Interesse Social, na categoria Setor Público. A entrega dos prêmios aos vencedores ocorrerá no dia 23 de novembro, durante a programação do 42º Encontro Nacional de Sindicatos de Arquitetos e Urbanistas (Ensa), em Brasília.

A Escola da Fazenda Canuanã, em Formoso do Araguaia, no Tocantins, recebeu o prêmio de Melhor Edifício de Arquitetura Educacional do mundo (Building Of The Year 2018). O projeto foi pensado pelo Instituto a Gente Transforma, do designer Marcelo Rosenbaum, em parceria com os arquitetos do escritório Aleph Zero, Gustavo Utrabo e Pedro Duschenes. A dupla disputa o prêmio internacional de arquitetura no Reino Unido, chamado Riba International Prize. A construção serve de moradia para até 540 estudantes de uma escola rural em um local muito remoto do País.

Oportunidade para mostrar talento e criatividade

Quem quer fazer parte deste seleto grupo, tem até o dia 28 de setembro para participar do concurso realizado pela Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura (AsBEA). As inscrições estão abertas para o 10º Prêmio de Arquitetura da instituição. Serão oito categorias, como edifícios comerciais, edifícios e conjuntos residenciais e edifícios institucionais. A divulgação oficial dos vencedores e a entrega dos prêmios será realizada em novembro.

Mais de Equipe eleoneprestes.com

Reforma: apartamento vira prática moradia para as filhas jovens

Os pais mudaram-se para o interior do estado e decidiram reformar totalmente...
Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *