Mostra “No Drama” apresenta recorte ficcional da obra de Iberê Camargo em Brasília

Um recorte ficcional da obra de Iberê Camargo, que representa o artista em diálogo com a literatura, o teatro, a dança, a música e o cinema, é apresentado na exposição “No Drama”em cartaz até o dia 10 de dezembro no Centro Cultural do Tribunal de Contas da União, em Brasília. A mostra esteve em cartaz na Fundação Iberê Camargo em 2017.

Leitor constante e curioso desde a juventude, quando ainda vivia no interior do Rio Grande do Sul, Iberê fez da literatura parte de sua vida. Os livros lhe traziam o mundo e era com as coisas do mundo que ele queria dialogar, na busca de constante aprendizado e renovação. É para essa experiência com a ficção, o drama, que as obras dessa exposição apontam, refletindo a aproximação apaixonada de Iberê com autores de outros campos das artes.

Exemplos disso são os estudos de figurinos e cenários para Rudá, poema sinfônico e balé de Heitor Villa-Lobos, a pintura da série Tudo te é falso e inútil, cujo título tem origem no poeta Fernando Pessoa, os desenhos a partir das Lendas do Sul e as pinturas em fórmica baseadas na lenda da Salamanca do Jarau, de João Simões Lopes Neto e os guaches inspirados na encenação da peça O Homem com a Flor na Boca, do italiano Luigi Pirandello.

Além disso, dois curta-metragens exibidos na exposição registram a criação artística de Iberê Camargo: Pintura, pintura, de Mário Carneiro, e Presságio, de Renato Falcão, ambos diretores de fotografia ligados ao cinema.

Mais de Equipe eleoneprestes.com

Veja três coleções de cerâmica que serão tendência na Expo Revestir 2019

Pelo menos três coleções de cerâmica serão tendência da Lepri – Finas Cerâmicas...
Leia Mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *