Jean Gillon: Artista-designer é a mostra do segundo semestre no MCB

Poltrona Jangada, de Jean Gillon, estará no Museu da Casa Brasileira
Poltrona Jangada, de Jean Gillon, estará no Museu da Casa Brasileira (Divulgação)

A partir de 12 de junho, sábado, estará aberta e se estenderá até 12 dezembro a exposição “Jean Gillon: Artista-designer”, uma realização do Museu da Casa Brasileira (MCB)– instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo – e da galeria Passado Composto Século XX. É a primeira exposição individual do designer com criações para o mobiliário moderno nacional ambientadas com obras de arte e objetos de design.

Com curadoria da galerista e colecionadora Graça Bueno e da equipe técnica do MCB, a mostra apresentará obras – datadas entre os anos de 1940 a 2005 – em todas as frentes de atuação de Jean Gillon, artista e designer nascido na Romênia, naturalizado brasileiro ao se radicar no Brasil, trabalhou também com escultura, gravura, tapeçaria, pintura, cenografia e decoração.

A exposição contará com móveis originais da época como as poltronas Jangada, Tijuca, Rio e Saci, estofados para exportação e uma poltrona criada para o Hotel Eldorado.  Permeada também por desenhos, cerâmicas e outras peças, a realização apresentará a influência do artista e sua multidisciplinaridade em projetos de design em mobiliário e interiores no Brasil.

“A mostra ‘Jean Gillon: Artista-designer’ é mais um passo do Museu da Casa Brasileira em contribuição à composição do mosaico histórico sobre o campo do design no Brasil. Para além dos nomes consagrados e das histórias consolidadas, o Museu busca reconhecer uma construção plural, considerando momentos ainda dispersos e não incorporados pela historiografia da área”, comenta Giancarlo Latorraca, diretor técnico do Museu da Casa Brasileira.

 SERVIÇO

O que – exposição “Jean Gillon: Artista-designer”

Onde – Museu da Casa Brasileira (MCB), São Paulo

Quando – de 12 de junho a 12 de dezembro de 2021
VISITAÇÃO: de terças a domingos, das 10h às 18h

Quanto – ingressos a R$ 15 e R$ 7,50 (meia-entrada) | Crianças até 10 anos e maiores de 60 anos são isentos | Pessoas com deficiência e seu acompanhante pagam meia-entrada
Gratuito às terças-feiras.
Acessibilidade no local
Bicicletário com 40 vagas | Estacionamento pago no local

Sobre o MCB
O Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, dedica-se à preservação e difusão da cultura material da casa brasileira, sendo o único museu do país especializado em arquitetura e design. A programação do MCB contempla exposições temporárias e de longa duração, com uma agenda que possui também atividades do serviço educativo, debates, palestras e publicações contextualizando a vocação do museu para a formação de um pensamento crítico em temas como arquitetura, urbanismo, habitação, economia criativa, mobilidade urbana e sustentabilidade. Dentre suas inúmeras iniciativas destacam-se o Prêmio Design MCB, principal premiação do segmento no país realizada desde 1986; e o projeto Casas do Brasil, de resgate e preservação da memória sobre a rica diversidade do morar no país.

Sobre a galeria Passado Composto Século XX
Fundada em 1988 pela antiquária Cida Santana na Rua da Consolação, teve desde sua fundação até 2002, a colaboração de sua filha Graça Bueno para a aquisição internacional de antiguidades. Em 2002, Graça fundou seu segundo endereço na Alameda Lorena – A Galeria Passado Composto Século XX, com foco em móveis modernos brasileiros e tapeçarias artísticas do século XX.
A Galeria tem como uma de suas missões resgatar a memória e valorizar o design histórico nacional e a tapeçaria. Foi precursora na realização de exposições de mestres, designers e artistas modernos brasileiros, com publicações realizadas por pesquisa própria e com curadores convidados.
SITE: mcb.org.br/
Museu da Casa Brasileira | Av. Faria Lima, 2705 | Tel.: (11) 3032-3727
Acompanhe o Museu da Casa Brasileira também pelas redes sociais.
Instagram | Facebook | Twitter | Youtube | Linkedin

Escrito por
Mais de Eleone Prestes

Patrício Farias no Instituto Ling

Até 18 de novembro, Explosão Fixa, com 19 obras dos 40 anos de carreira do pernambucano José...
Leia Mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *