CasaCor Rio Grande do Sul: Tríplice aliança contemporânea

Recanto do ambiente (In)Acessível (Fotos Studio Prestes)
Recanto do ambiente (In)Acessível (Fotos Studio Prestes)

VEJA AQUI 17 AMBIENTES DA MOSTRA: O trio elegância/qualidade/criatividade rouba a cena na CasaCor Rio Grande do Sul 2019, aberta de terças a domingos de 23 de julho até 8 de setembro, em Porto Alegre. Até a planta de corredores amplos do antigo Hospital da Criança Santo Antônio transformada por layouts acolhedores mostra o esforço dos 78 profissionais para demonstrar maturidade nas criações dos 49 ambientes que compõem a tradicional mostra.

Cuidados na escolha de peças autorais em design e arte, revestimentos variados, texturas na dose certa e misturas idem. Mesmo na dupla queridinha dos arquitetos de produtos com aparência de madeira e pedra resultam em composições variadas, com usos diversos que mostram um esforço em propostas com identidade. Alusões ao tema da CasaCor 2019, Planeta Casa, são observadas de modo sutil, sem comprometer o foco dos profissionais ao criarem ambientes internos e externos que podem ser transpostos para outros espaços sem comprometer a funcionalidade e a beleza da proposta.

Vida ao ar livre

Tiram partido da fachada recuada os arquitetos do escritório Canario & Tesche e seus parceiros, o que possibilitou projetar um espaço de estar e contemplação ao ar livre, mas com providencial proteção das intempéries. A luminotécnica no Estar Piscina Natural destaca a arquitetura frontal característica dos anos 1950 na zona norte da Capital e cada setor do ambiente de 500 metros quadrados capitaneado pelo arquiteto José Paulo Tesche.

Ambiente de Canario & Tesche que dá as boas-vindas na CasaCor RS
Ambiente de Canario & Tesche que dá as boas-vindas na CasaCor RS (foto Studio Prestes)

Um pátio interno igualmente extenso, com 570 metros quadrados, Waterway, obra do arquiteto Fernando Thunm, simula o exterior de uma arquitetura corporativa, com estrutura confortável para conviver e contemplar. Árvores de grande porte preservadas e espelhos d’água correspondem ao tema Planeta Casa, proporcionam a adoção da natureza com respeito e o bem-estar de uma residência.

Waterway, ambiente no pátio interno (foto Divulgação CasaCor RS)
Waterway, ambiente no pátio interno (foto Cristiano Bauce, Divulgação CasaCor RS)

Causa e efeito

Como exceções confirmam as regras, uma proposta inusitada quebra com o bom comportamento dos ambientes sociais e íntimos: (In)acessível batiza um espaço para não usar, formado pelos dois primeiros recantos internos e um corredor de acesso da CasaCor RS: um, na varanda, alinhado com a porta principal, propõe um estar cercado de pés de alecrim, focado pelos tentáculos da luminária pendente Dear Ingo. No hall de entrada, outro estar circular, desta vez subindo a parede, como em uma vitrina aberta. Em ambos, cadeiras Sergio Rodrigues, ícone do design brasileiro incontestável. É Rudelger Leitzke dizendo presente e, no caso dele, sempre “causando” de alguma maneira, mas sem perder a elegância. Ana Bonow Decker assina com Rudelger a proposta marcada pelo design, do mobiliário que inclui Jacqueline Terpins a luminárias de Ferruccio Laviani.

Estar na parede é (In)Acessível (fotos Studio Prestes)

Além da estética

A Sala Brasileira de Caroline Kreling resume em 50 metros quadrados um esforço observado em grande parte das propostas: a pesquisa, a busca por autenticidade e originalidade sem perder o viés da elegância e a conexão com o visitante. Peças de qualidade foram escolhidas a dedo para formar uma proposta suave como a Bossa Nova e que foge do clichê do tema da brasilidade esfuziante.

Sala Brasileira na versão de Carol Kreling (fotos Studio Prestes)
Sala Brasileira na versão de Carol Kreling (fotos Studio Prestes)

– Nosso objetivo foi aproveitar esta oportunidade para passar ao público um pouco mais de cultura e informação, de forma que os visitantes do espaço acrescentem mais conhecimento à sua bagagem sobre o nosso design made in Brazil – diz Caroline.

Vale fazer referência à dupla de cadeiras Bola de Latão da ítalo-brasileira Lina Bo Bardi, reconhecida tanto no Brasil quanto na Itália. Caroline homenageia Lina com o seu retrato na visão inusitada do artista Walmor Corrêa: em lugar da face, uma imagem do cérebro criativo da arquiteta e designer.

Arquitetura do convívio

A construção de espaços tem exemplo no Jantar entre Amigos, projeto de Rodolfo De Conto Hecher e Graziella Yllana Hecher. Esse casal de arquitetos do escritório Hecher Yllana criou em 33 metros quadrados uma arquitetura de interiores valorizada pelos revestimentos e pela iluminação como o pendente Cosmic Angel que paira sobre a mesa no centro do ambiente.

Jantar Entre Amigos arquitetado nas superfícies e volume central
Jantar Entre Amigos arquitetado nas superfícies e volume central

– Exploramos uma arquitetura além do convencional, algo que impressione e sensibilize o visitante ao entrar.

Formas e encaixes surpreendem no espaço para jantar e expor peças propondo um contraponto entre o espírito contemporâneo da louçaria em pau-ferro e peças que remetem à memória afetiva. Os ângulos também protagonizam no volume da ilha central, de pedra – com uma escultura em mármore de Xico Stockinger em ponto estratégico – ­­e até o tapete é colocado dentro da mesma composição. Obras de Denise Iserhard Haesbaert fazem bonito na parede de entrada do ambiente de jantar que Graziella e Rodolfo quiseram revalorizar como um cômodo importante da casa.

Jantar entre amigos
Outro ângulo pelo olhar do fotógrafo Cristiano Bauce (foto divulgação CasaCor RS)

Afeto com estilo

Hygge, expressão nascida na Dinamarca para definir o conforto de um lar aconchegante batiza o espaço da HB Interiores, obra das arquitetas Camila Sanguiné, Heloisa Bocorny e Juliana Carvalho. Toda a proposta, executada em 45 metros quadrados, apresenta um lifestyle com um requinte natural, da paleta de cores suave às peças de design assinado e obras de arte. Neste quesito, o díptico do artista Christus, com obras na Fundação Cartier, em Paris, rouba a atenção. Mas o design impacta pelo volume de assinaturas que são referências na área: Zanini de Zanine comparece com a cadeira Tiss, Bruno Faucz, com a mesa lateral Revoar e Guilherme Wentz, com o banco Fenda, entre outros.

Conforto, dos tons à estrutura no Hygge
Conforto, dos tons à estrutura no Hygge

“Como protagonista, o grande sofá em módulos, idealizado pelo escritório, abraça o usuário de diversas formas”, conforme as autoras, que fizeram uma composição com madeira, pedra, cimento, linho e couro. Tudo para corresponder ao estilo comfy que, claro, inclui uma fonte de calor, ou seja, uma lareira de pedra.

Lifestyle contemporâneo

Trabalhar em casa já virou estilo de vida em um espaço reservado ou integrado à residência. A Sala de Livia Bortoncello Arquitetos Associados, com atributos de elegância e qualidade na composição do ambiente com 38 metros quadrados, propõe a versatilidade de um espaço para trabalho integrado ao estar. Demarca a proposta a escrivaninha Lavoro, obra de design de Ana Revello Vazquez e Renato Solio.

Eis A Sala de Livia Bortoncello
Eis A Sala de Livia Bortoncello à noite (fotos Studio Prestes)

Tons neutros são quebrados pela cor de abóbora dos sofás e dos tecidos das almofadas do conjunto. Tudo disposto simetricamente frente a frente nas laterais da lareira, encimada por duas obras de arte que chamam a um olhar mais próximo, à frente de paredes recobertas por papéis de grife que contracenam com uma obra de grandes dimensões de Juliano Lopes.

Arte é um dos focos da proposta de Livia Bortoncello na CasaCor RS
Arte consiste em um dos focos da proposta

Esse é o Planeta Casa de Livia Bortoncello, com espaço para conviver e trabalhar com arte e design.

Escrivaninha Lavoro em primeiro plano com a luminosidade diurna (foto Cristiano Bauce, Divulgação CasaCor RS)

Materiais falam

Área social da Casa Gaia (foto Cristiano Bauce, divulgação CasaCor RS)
Área social da Casa Gaia (fotos Cristiano Bauce, divulgação CasaCor RS)
Jantar na Casa Gaia
Jantar na Casa Gaia

Na mitologia grega, a deusa Gaia personifica o planeta Terra. Pois em 230 metros quadrados, o maior espaço interno da CasaCor RS, o arquiteto Luiz Sentinger criou a sua personificação da Casa Gaia. Misturas de revestimentos resultam em um dos diferenciais do projeto. Nesse quesito, a Portinari tem papel preponderante nos pisos do living e da suíte para compor o clima da casa. E dá um show no alvo banheiro com o produto que virou um queridinho dos profissionais, inspirado nos azulejos de estações de metrô. Também a área externa exibe revestimentos que contracenam com materiais naturais no projeto das paisagistas Katiane Pinheiro e Maiara Ferrari, trabalhado em detalhes, como um espaço interno.

Banheiro também tem protagonismo neste projeto
Banheiro também tem protagonismo neste projeto (foto Studio Prestes)
Exterior da Casa Gaia tem projeto das paisagistas Katiane e Maiara (foto Cristiano Bauce, divulgação CasaCor RS)

Impactam também a atmosfera da Casa Gaia obras de arte como as pinturas acrílicas de Gelson Radaelli encimando o sofá, em rosa e preto, e um trabalho de Wagner Costa (fotos abaixo), entre outras peças de qualidade. Assinaturas como a do icônico Sergio Rodrigues, que está presente com a poltrona Moleca e o banco Mocho, compõem o acervo de design, reforçado pelo vaso Bêbado, de Jacqueline Terpins. Obras autorais desse nível contracenam com mobiliário, acessórios e luminotécnica que valorizam a proposta e as escolhas dos materiais de acabamento que definem pisos e paredes e contribuem para o resultado com forte identidade.

Casa Gaia, de Luis Sentinger
Casa Gaia, de Luis Sentinger, tem a maior área entre os espaços internos. Nas paredes, obras de Gelson Radaelli junto a peças de design e revestimentos especiais com muitos contrapontos e misturas (fotos Studio Prestes)
Obra do artista Wagner Costa
Obra do artista Wagner Costa
Quarto da Casa Gaia
Quarto acompanha a paleta cromática neutra

Reflexo das escolhas

Contraponto de materiais tem poder. Na Escada da Casa, Melina Knopp comprova isso na escolha da dupla de sucesso pedra/mármore e amadeirado formando um triângulo com o uso de espelhos, sob as bênçãos de uma parede verde. Um patamar dos 52 metros quadrados que funciona como um hall com estar tem o conforto de uma lareira e uma poltrona que convida a momentos de leitura. Arremata a proposta um pendente de cristal desenhado pela arquiteta, mais um elemento de personalização do projeto. E um tapete na parede. No pavimento inferior do ambiente que abraça área em dois andares, o piso de porcelanato amadeirado Portinari aquece a proposta. É preciso ressaltar que a ampla escada de conexão tem corrimão em cava iluminada e jogo de espelhos que reflete os demais materiais.

Recanto superior da Escada da Casa
Recanto superior da Escada da Casa (foto Cristiano Bauce, divulgação CasaCor RS)

– A ideia era triplicar o movimento dos veios do mármore da escadaria, trazendo maior sensação de amplitude para os degraus paginados. As pilastras espelhadas foram estrategicamente pensadas para que quando o visitante descesse as escadas conseguisse observar a adega localizada abaixo da escada. A adega, também espelhada nas paredes, piso e teto, traz a sensação de estarmos em um ambiente com piso infinito. Provocar sensações únicas, promover um espaço de estar e de contemplação, esse era o objetivo do projeto – explica Melina.

Observe o reflexo das pessoas passando no espelho
Observe o reflexo das pessoas passando no espelho (foto Studio Prestes)

Cores em movimento

Caminho Tri Suave (foto Cristiano Bauce, divulgação CasaCor RS)

Multiplicar foi o que fez Marília Zimmermann: em 56 metros quadrados dispôs cinco ambientes. No Lavabo Tri Suave, um espaço funcional, cabem lounge, lavatórios, banheiro feminino, masculino e acessível. Mas o que chama a atenção na proposta é o material do piso cerâmico, Joy MZ, assinado pela arquiteta para a Portinari, lançamento que teve passagem pelo Salone del Mobile Milano deste ano. Com a intimidade de quem entende do produto, a paginação usada na composição, formando movimento pelo assentamento geométrico, reforçada pela paleta de cores, convida o visitante a deslizar pelos recantos tonalizados a partir da cerâmica, resultando em uma personalidade única e surpreendente. Sensação de relaxamento e bem-estar marca desde o lounge, com paredes verde-água e sofá modular tricolor com tons e linhas que emanam do piso. Completa o clima a iluminação difusa criada por uma tela tensionada que paira sobre o estar.

Estar do Lavabo Tri Suave
No Lavabo Tri Suave, as cores escorregam das paredes aos pisos em uníssono (fotos Studio Prestes)

Mas Marília quer saber “Que cor tem a tua paz?” A pergunta está escrita em neon, no segundo ambiente Tri Suave. Desta vez, com o predomínio de salmão prossegue entre os tons pastel como pano de fundo para as cubas de piso acomodadas em arcos que homenageiam a arquitetura. O público aprova a proposta multicolorida.

–  Eu já sabia que as cores podem evocar sensações e até influenciar nosso humor, mas ver as pessoas reagindo a esses estímulos pessoalmente é incrível, elas comentam que sentem tranquilidade, conforto e paz quando entram no espaço. Ficou um ambiente bem emocional e era esse um dos objetivos, estou bem feliz com o resultado – diz a arquiteta.

Lavabo Tri Suave
(foto Cristiano Bauce, divulgação CasaCor RS)

Dupla de sucesso

Gabinete masculino (foto Cristiano Bauce, divulgação CasaCor RS)

Impossível não mergulhar nos ângulos do tapete autoral de couro com pelo sobre o piso de porcelanato grafite Portinari que se fundem em uma proposta sob medida para o ambiente de gênero masculino. Em azul profundo nasce o Bureau Hopman, gabinete do arquiteto Guilherme Lopes, com tonalidades escuras e poltronas azuis. Entre os destaques, a lareira suspensa aquece a área de 28 metros quadrados com escrivaninha, estar e copa.

Gabinete masculino
Combinação detalhada entre tapete e piso (fotos Studio Prestes)

Como música

Izabela Pagani explicando sua proposta para o ambiente na CasaCor RS
Izabela Pagani explicando sua proposta para o ambiente na CasaCor RS cheio de histórias e referências
Vista geral do ambiente que tem homenageado
Vista geral do ambiente que tem homenageado (foto Cristiano Bauce, divulgação CasaCor RS)

Nas idas e vindas à casa da família Verissimo, no bairro Petrópolis, perto da Praça Mafalda Verissimo, ficou clara a força da história dos 50 anos de jornalismo do escritor e músico Luis Fernando Verissimo. Compondo A Sala do Luis, a arquiteta Izabela Pagani detalhou cada centímetro dos 31,10 metros quadrados do espaço a partir do acervo material e imaterial do homenageado. Até o projeto da estante foi baseado nas notas do Samba de Verão, bastante executado pelo quinteto Jazz Seis, com a representação física da música. E o material escolhido, madeira pau-ferro, é o mesmo usado na produção de instrumentos musicais. Izabela refere-se à “eterna durabilidade” do material comparando com os textos criados por Luis Fernando.

Recanto do espaço A Sala do Luis (Fernando Verissimo)
Recanto do espaço A Sala do Luis (Fernando Verissimo) com a obra do amigo Glaucio Rodrigues a mulher e os filhos de Luis Fernando (fotos Studio Prestes)

Claro que uma poltrona tem papel relevante, inspirada naquela em que o pai, Erico Verissimo, sentava para corrigir seus manuscritos e considerando que Luis Fernando tem a sua preferida em casa. A da CasaCor tem design do Studio Ha.Fatto, revestida de veludo verde e protagoniza o recanto de leitura da Sala. Como um pré-lançamento para o mercado, a mesa de centro Clev, tem design de Luan Del Salvio, de aço arbono preto e lâmina natural de jequitibá ebanizada. A peça será lançada na feira High Design, em São Paulo, um mês depois da abertura da CasaCor RS. Assim como essas há várias peças assinadas por designers em alta, a exemplo da cadeira Shell, desenhada por Marcelo Ligieri, revestida de couro preto. Tudo dentro da atmosfera intimista do espaço, com tratamento especial sobre base de revestimento cerâmico polido da Portinari para fazer brilhar as peças do acervo da família.

Caricaturas de Verissimo
Caricaturas de Verissimo

 A proposta da A Sala do Luis passa por uma narrativa inspirada na museografia de instituições que preservam patrimônios históricos e artísticos com a assessoria do consultor e ex-diretor do Museu de Arte do Rio Grande do Sul, Cézar Prestes. Do amigo Glauco Rodrigues, uma pintura de 1968 intitulada “Uma mãe extremosa” mostra a mulher, Lucia, e as filhas, Fernanda e Mariana. O filho caçula Pedro entrou em cena posteriormente, com aparência jovem, apesar de ser o filho menor. Fotografias emprestadas pela família compõem a narrativa proposta juntamente com as imprescindíveis crônicas gráficas As Cobras, feitas para os jornais Zero Hora e Jornal do Brasil. Charges de Luis Fernando pelo olhar implacável mas amoroso do amigo Chico Caruso igualmente do personagem criado pela ilustradora Bebel Braga Callage contracenam com obra recente de Wagner Costa, “Retrato Calado em Papel Pintado”. O personagem retratado é conhecido no Brasil mais pelas palavras escritas e notas musicais do que pela fala, apesar do seu humor e inteligência particulares.

Até a estante foi desenhada a partir de referência ligada a Luis Fernando Verissimo
A estante foi desenhada a partir de referência ligada ao Luis Fernando Verissimo músico (fotos Cristiano Bauce, divulgação CasaCor RS)
A máquina de escrever não poderia faltar no espaço que homenageia o escritor
A máquina de escrever não poderia faltar no espaço que homenageia o escritor

Tecnologia e fluidez

Living atual, com possibilidade de mudar a qualquer momento
Living atual, com possibilidade de mudar a qualquer momento

Minimalista, a Casavintecinco LG tem a marca do trabalho do designer de interiores Juarez Cruz. Em 115 metros quadrados, living, cozinha, dormitório, closet e banheiro têm paleta monocromática e neutra dos revestimentos Portinari aos móveis e tecidos como da fluida cortina, com foco no essencial e na praticidade, mas com misturas sutis. Há indícios de memória afetiva e da presença do usuário, que desfruta da tecnologia que se materializa na torre de equipamentos da cozinha com marcenaria desenhada pelo autor do espaço. Esse ponto vale uma parada para a experiência de testar pelo menos a abertura de portas do refrigerador.

Tecnologia na Casa formatada por Juarez Cruz
Tecnologia na Casa formatada por Juarez Cruz (foto Studio Prestes)
Cozinha integrada ao jantar e estar (foto Cristiano Bauce, divulgação CasaCor RS)
Cozinha integrada ao jantar e estar (foto Cristiano Bauce, divulgação CasaCor RS)
(fotos Studio Prestes)

Apesar de a casa contemporânea pode ser controlada pelo celular ou comando de voz, não prescinde do tradicional aconchego de estofado e cama para momentos de relax. No estar, impera o sofá modulado, design do Studio Ha.Fatto, flexível como a vida moderna. A cama montada sem a rigidez de outrora mostra que o personagem imaginário tem um perfil descolado. Seu gosto inclui obras de arte como Iberê Camargo, Tomie Ohtake, Tarsila do Amaral, Eduardo Haesbaert, Hugo França e Vasco Prado. Como designers de mobiliário, assinam ainda Vinicius Siega e Luan Del Salvio.

(foto Studio Prestes)
Limpeza formal desde os revestimentos (foto Cristiano Bauce, divulgação CasaCor RS)
Limpeza formal desde os revestimentos (foto Cristiano Bauce, divulgação CasaCor RS)

Tempo de qualidade

Cocar de Marcos Bazzo (foto Studio Prestes)
Cocar de Marcos Bazzo (foto Studio Prestes)

Na parede, o cocar Kairós, do artista Marcos Bazzo, personifica um elemento indígena que, na mitologia grega, tem na figura de Kairós a representação do deus do tempo. Autor da Suíte Spa Kairós, o arquiteto Sandro Jasnievez analisa que, “para os gregos, a ocasião estará irremediavelmente perdida se não a agarrarmos no momento em que ela passar e, para nós, é quando permitimos que o tempo faça uma pausa para o bem viver”. Em 145 metros quadrados, o arquiteto dispôs recantos para descanso de um casal e cuidados com a saúde, porque, além do dormitório e de banheiros e closets para cada um, há um estar íntimo, área de relaxamento e sauna seca.

Sauna em casa (foto Cristiano Bauce, divulgação CasaCor RS)
Sauna em casa (fotos Cristiano Bauce, divulgação CasaCor RS)
(foto Cristiano Bauce, divulgação CasaCor RS)
(Foto Cristiano Bauce, divulgação CasaCor RS)
Suíte por Sandro Jasnievez
(fotos Studio Prestes)
Cama com design do arquiteto que assina o ambiente
Cama com design do arquiteto que assina o ambiente

O spa é o centro da proposta que conta com a cama desenhada pelo arquiteto e, no piso, um lançamento da Portinari, o porcelanato Memory que, na área da cama, tem a companhia de um tapete disposto de forma deslocada. Várias obras de arte e peças de design personalizam a proposta: uma dupla de poltronas Ava, do designer Guto Indio da Costa, dão um show no centro da área de closet.

Closet de luxo (foto Cristiano Bauce, divulgação CasaCor RS)
Closet de luxo (fotos Cristiano Bauce, divulgação CasaCor RS)

O sofá Raw, obra de Luia Mantelli, assim como o banco Fitas, de Ale Alvarenga, contracenam com o balaio de lã de Ines Schertel e a luminária Cactus, de Carol Gay. Entre as obras de arte, chama a atenção o resgate de um desenho de Alice Soares das suas icônicas figuras infantis e um colar e pêndulo de Martha Poetsch, acessórios para a casa.

Tradução de afeto

Inspiração para um ambiente de mostra pode vir de personagem, lugar, estilo, viagem, objeto. Este é o caso de Casa Roma, de Francisco Franck. A partir de sua aliança, da grife italiana Bvlgari, o arquiteto escolheu o lifestyle de um loft de 85 metros quadrados com 5 ambientes, de ar “despojado chique”, mantendo certa privacidade, diferentemente das plantas abertas dos lofts originais. Começa no hall o clima internacional da proposta com histórias alusivas ao tema, onde a obra Blind Laocoon, do arquiteto e designer Henrique Steyer, transporta o visitante para além-mar.

Hall de entrada da Casa Roma
Hall de entrada da Casa Roma (fotos Studio Prestes)

A fotografia impressa sobre canvas mostra uma imagem de Laocoonte e seus dois filhos (vendados por Steyer) sendo estrangulados por duas serpentes marinhas, uma lenda da Guerra de Troia. A peça faz parte da série Blind, alusão ao famoso Ensaio sobre a cegueira, do escritor português José Saramago. Mobiliário italiano no dormitório e luminárias de várias marcas que fazem bonito no Salone del Mobile Milano confirmam a proposta da Casa Roma, estruturada em pedra e madeira, com importantes painéis ripados. Vale destacar que a bancada da cozinha compacta acomoda seis pessoas, uma referência às imponentes salas de jantar que o arquiteto tanto aprecia e sabe projetar.

Casa à italiana
Casa à italiana
(Foto Cristiano Bauce, divulgação CasaCor RS)
(Foto Cristiano Bauce, divulgação CasaCor RS)
(fotos Studio Prestes)
Conforto com estilo
Conforto com estilo

Arquitetura autoral

Dolcevita de Rafael Kroth tem versão hall, dormitório, closet e banheiro na suíte de 50 metros quadrados. O fio condutor presente em todos os ambientes é a arte. Na proposta do espaço “refinado e confortável” cabem Iberê Camargo, Thomaz Ianelli, Xico Stockinger, Vasco Prado, Anna Letycia Quadros, Siron Franco, Magliani, Roseli Jahn e Hidalgo Adams em desenho, pintura, escultura e gravura, com a curadoria afiada de Cézar Prestes.

Ambiente Dolce Vita (foto Cristiano Bauce, divulgação CasaCor RS)
Ambiente Dolce Vita (foto Cristiano Bauce, divulgação CasaCor RS)
Repouso na Dolce Vita
Repouso na Dolce Vita (foto Studio Prestes)
(foto Cristiano Bauce, divulgação CasaCor RS)
(foto Cristiano Bauce, divulgação CasaCor RS)
Arte até no closet
Arte até no closet (fotos Studio Prestes)

Mobiliário de design de qualidade e grife internacional conta para o resultado com elegância, funcionalidade e conforto com a simplicidade das boas ideias. Kroth adota padrões gráficos de tonalidades sutis, discretas, e acabamentos em tecidos e pedra natural. Elementos pontuais contam para chegar ao requinte contemporâneo que faz parte da identidade do arquiteto.

A arte de criar ambientes
A arte de criar ambientes

 Gastronomia com experiência

Design para gerar experiência é a proposta do Studio Santy para a Embaixada Gourmet Experience Arauco, ambiente funcional de área de cocção e jantar que recebe chefs para cozinhar e convidados para degustar pratos em 86 metros quadrados. O projeto da designer Jéssica dos Santos valoriza a paleta de cores composta com as texturas dos materiais para criar um espaço contemporâneo voltado para o prazer à mesa, esta servida por cadeiras Daniella, criações de design de Aristeu Pires em imbuia. O conjunto, disposto sobre o piso Cement Stone, da Portinari, transita entre a textura da pedra e do cimento e confere aparência natural à proposta.

Ambiente funcional onde serão servidas iguarias preparadas por chefs
Ambiente funcional onde serão servidas iguarias preparadas por chefs (fotos Cristiano Bauce, Divulgação CasaCor RS)

Na área de preparo dos alimentos, a coleção Maiólica, também Portinari, remete à técnica de pintura em cerâmica surgida na Itália no período da Renascença. Estão preservadas no produto as referências de cores, do craquelê delicado e, claro, o aspecto artesanal da cerâmica. Sobre obras de arte, trabalhos especiais de Pablo Ferretti, um óleo sobre tela; Frantz, pintura acrílica sobre tela; e fotografias e litogravuras cheias de significado de Zulaine Santos, mãe de Jéssica Santos.

Tudo isso reforça a adequação ao tema da CasaCor 2019, Planeta Casa, que remete, entre outras questões, à natureza e à memória afetiva. A variedade de produtos Portinari faz com que a marca esteja presente em 13 ambientes com uma coleção de propostas diversas, auxiliando na personalização dos ambientes.

CasaCor RS

Serviço

O que: CASACOR RIO GRANDE DO SUL
Quando: de 23 de julho a 8 de setembro. Horários: de terças a sextas, das 15h às 20h30min; sábados, das 12h às 20h30min; domingos e feriados, das 12h às 20h
Onde: Avenida Ceará, 1.549, Porto Alegre

Quanto: ingressos de terças a sextas: R$ 40; finais de semana e feriados: R$ 46. Passaportes: duas entradas, R$ 70, cinco entradas, R$ 140 e ilimitado, R$ 180. *Meia entrada conforme legislação
*Valet no local

Escrito por
Mais de Eleone Prestes

Portinari lança concurso para arquitetos, designers de interiores, engenheiros, paisagistas e estudantes

Até o dia 15 de junho, estão abertas inscrições para o “Concurso...
Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *