Móveis criativos, aconchegantes e de estilo clean destacam projeto de Victória Rizzo

Deixar um apartamento de 87m² aconchegante, com espaços amplos e áreas de armazenamento era o desafio da arquiteta Victória Rizzo em uma reforma completa. Para atender ao briefing dos clientes, um casal jovem, desenhou móveis criativos, multiuso e de estilo clean que dão personalidade aos ambientes.

“A questão de aproveitamento dos espaços era central nesse projeto”, explica a arquiteta. Por isso, muitos dos móveis têm mais de um uso. Na sala, Victória substituiu a tradicional poltrona por um baú estofado, que serve tanto como um espaço para guardar pertences como uma área de descanso, representando uma extensão do sofá. A madeira clara, o estofamento caramelho e as almofadas em bege dão um ar de aconchego ao mobiliário e ao ambiente. “A poltrona tira espaço de circulação da sala, por isso optamos pelo baú, de inspiração escandinava”, completa a arquiteta.

Outro móvel criativo projetado por Victória foi o painel para televisão com armário invisível. “Normalmente são usados painéis de madeira escura para a TV, mas optamos pelo branco”, comenta. A escolha deixou a área mais ampla e ainda combinou com o resto do mobiliário e com o piso.

Outro destaque do projeto é que a arquiteta escolheu a mesma madeira para o piso e para os móveis — todos com altura do rodapé, o deixa o espaço aconchegante. Alguns móveis  também podem ser usados em ambientes diferentes dos atuais, como o balcão da área de jantar. “Poderia estar em um quarto de bebê, por exemplo”, sugere Victória.

A arquiteta também explica que, durante a reforma, quebrou apenas parte da parede da cozinha, para abrir mais o espaço, e instalou um painel de madeira com objetivo de separar as áreas comuns das áreas íntimas da casa. “Enquanto uma pessoa recebe amigos na sala e na cozinha, outra tem privacidade nos quartos”, explica.

Na cozinha, outra solução criativa chama a atenção no projeto: Victória desenhou um carrinho da mesma altura da bancada, ambos com tampo de concreto feito no local, o que dá a sensação de ser um móvel único. No entanto, o carrinho pode ser movido e utilizado como apoio quando os moradores usam a churrasqueira. Além das rodinhas, o móvel possui prateleiras brancas, que dão aspecto clean à cozinha e combinam com as banquetas.

O tom de verde claro usado para separar o hall de entrada da casa também deixa o ambiente aconchegante, transmitindo a sensação de calma e conforto aos moradores e visitantes. Além do concreto, uma madeira naval resistente à água foi usada como tampo na cozinha. O material foi instalado junto à pia e, aliado às pastilhas brancas em formato de colmeia, dão um ar moderno ao ambiente.

No quarto, uma solução criativa deixou o espaço com maior área de circulação e armazenamento. Ao colocar a cama abaixo da janela e usar um tom de cinza claro na parede, a cortina branca funciona como uma grande cabeceira. Em baixo, um móvel de madeira e criados mudos de tamanhos diferentes acrescentam comodidade ao ambiente. Com isso, a maior parede do quarto ficou para o guarda-roupa, todo em branco. Escolhas que deixaram o ambiente quase minimalista e ideal para descansar.

No segundo quarto da casa, a arquiteta projetou um closet aberto. “Fechar os armários, além de representar maior custo para o cliente, deixaria o ambiente menor”, explica Victória. Com uma penteadeira ideal para estudo ou para maquiagem, o ambiente todo aberto também motiva com que os moradores não acumulem roupas e sapatos que não usam. Isso porque, ao deixar tudo à mostra, as pessoas podem diferenciar o que ainda é usado do que pode ser doado. Outra solução criativa para ampliar o espaço foi instalar um espelho grande atrás da porta.

No primeiro banheiro, a arquiteta criou uma atmosfera de lavabo, projetando um móvel para colocar a cuba. “Essa ideia pode ser aplicada também quando temos móveis antigos. Basta restaurar e escolher uma cuba para instalar em cima”, indica Victória. Já para o segundo banheiro, a arquiteta projetou móveis para armazenar mais pertences, entre eles um que possui um espelho de correr. Nesse móvel, os moradores podem alternar entre deixar objetos arrumados de um lado, com função de prateleira, e “bagunçados” de outro, atrás do espelho.

Fotos: Marcelo Donadussi, Divulgação

Mais de Equipe eleoneprestes.com

Arquiteta cria escritório de advocacia com ambientes modulares, funcionais e sustentáveis

Duas salas de trabalho e uma sala de reunião se transformam em...
Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *