Cores tranquilas e linguagem linear

Apartamento projetado por Juliana Moura, site eleoneprestes.com

No décimo sétimo andar de um prédio de esquina, no bairro Petrópolis, em Porto Alegre, o apartamento novo tem 250 metros quadrados de área, e foi gestado com o acompanhamento da arquiteta Juliana Moura durante quatro anos. “Fui contratada pelo cliente antes mesmo da construção iniciar e participei de tudo, desde a distribuição dos espaços até o último quadro colocado na parede”, conta. Depois da entrega das chaves pela construtora, foram 120 dias de finalização, com a colocação de revestimentos, gesso, pintura, marcenaria, iluminação, mobiliário e adornos.

Apartamento projetado por Juliana Moura, site eleoneprestes.com
Vista do living com todos os elementos voltados ao convívio integrados (Fotos Claudio Fonseca, Divulgação)

Este foi o segundo imóvel dado pelo casal de proprietários, que tem um filho de seis anos de idade, à responsabilidade da profissional. Espécie de “arquiteta da família”, Juliana cuidou também de dois apartamentos e de três casas para os irmãos do proprietário e, ainda, do apartamento dos pais dele. Ao todo, nove projetos! Neste, o casal fez a solicitação expressa de que o supérfluo fosse deixado de lado, e a funcionalidade, tomasse a frente das prioridades. Para atendê-lo plenamente, até mesmo a paleta de cores é extremamente enxuta, sem excesso algum.

Apartamento com interiores projetados por Juliana Moura, site eleoneprestes.com
Recepção com elegância

A categoria do imóvel fica evidente já no hall do elevador exclusivo, sobriamente guarnecido por granito preto absoluto. A cômoda Arca Imperial que está ali dando boas-vindas aos visitantes é toda revestida em couro com padrão croco e tem tampo de vidro pintado. A base e os puxadores são em metal dourado, e o abajur preto é acionado por prático sensor de presença. Nas paredes, papel mica e um grande espelho com moldura de laca presta fosca contrastam com a porta pivotante de entrada, em laca também fosca, porém branca. O piso em mármore Branco Piguês é cercado por moldura em preto absoluto que se liga ao rodapé, no mesmo material.

Elegante e discreto

Apartamento com interiores projetados por Juliana Moura, site eleoneprestes.com
Entrada do apartamento é marcada pelo revestimento com textura

Na entrada do apartamento, a atenção se volta à parede revestida com placas de cimento brancas, de 50 x 50cm. Seu padrão geométrico tridimensional faz toda a diferença e um contrastante fundo para o aparador que mescla couro croco e base de metal dourado, com tampo de vidro.

Quando se chega ao living, é a iluminação que se destaca através do rasgo no forro em gesso. A arquiteta usou uma mescla de lâmpadas AR, dicroicas, tubulares e LED, e luminárias no frame de embutir, chumbadas no gesso, sem borda.  Para domar a iluminação natural, abundante graças às grandes aberturas, está a postos a cortina em linho com pregas tipo ilhós fixada em trilho wave. Foi finalizada com uma sanca iluminada, oferecendo efeito bem marcante à noite.

Apartamento com interiores projetados por Juliana Moura, site eleoneprestes.com
Cortinas saem do forro de gesso

No estar, a primeira boa impressão vem do suave tapete Indo Tabriz, tecido em lã e algodão, com 3m X 5m, que serve como base para o ambiente formado por convidativos sofás de linho, onde se espalham almofadas em dois padrões de seda, dourada e giletada. Mesmo sendo de época e de estilo bem distintos, os estofados harmonizam com a sinuosa namoradeira (abaixo), herdada do avô pelo proprietário, da mesma forma que a cadeira que ocupa a cabeceira da mesa de jantar (acima). As duas peças foram restauradas e receberam novo revestimento, em couro sintético. A mistura de novo e antigo agradou muito a arquiteta, que a considera um dos pontos fortes do projeto, junto com a mescla de materiais, sem compromisso com diretrizes rígidas.

Apartamento com interiores projetados por Juliana Moura, site eleoneprestes.com
Mistura de mobiliário personaliza a proposta. Em primeiro plano, as costas da namoradeira, herança de família

Nas costas de um dos sofás, a marcenaria baixa cinza é de laca fosca, projetada para decorar, mas reforçada internamente em ferro, o que permite que seja usada como assento sempre que necessário, como no caso de festas para um número maior de pessoas. A mesa lateral redonda tem base de metal dourado e tampo de granito preto absoluto e as redondas, de centro, tampo de vidro pintado.

Para o ambiente da TV, Juliana projetou um amplo nicho revestido em quartzo cinza Dark Grey.  Na parte inferior, fica a lareira a lenha, destacada pelo revestimento em suas laterais, com as mesmas placas brancas de cimento da entrada do apartamento.

Monocromia e espelho

Integrado ao estar, o jantar tem mesa com tampo branco em laca brilhante sobreposto por vidro ultra clear, com base de lâmina de madeira. Outras sete cadeiras revestidas com couro sintético e estofadas com o mesmo discreto linho dos sofás acompanham a peça antiga da cabeceira.  Externamente brancas, e douradas no interior, as três luminárias pendentes sobre a mesa se encarregam de dar uma pitada de aconchego ao ambiente, que é claro e muito limpo, obediente às cores amenas e sóbrias que compõem todo o projeto.

O aparador, que dá apoio ao jantar, é revestido com recortes de espelho que formam losangos, criando um desenho levemente retrô. O material reaparece no fundo da cristaleira, em marcenaria reforçada com ferro internamente, que domina boa parte de uma das paredes do jantar. Seu acabamento é de laca fosca cinza, e suas prateleiras, de vidro incolor 20mm atirantado, com seis portas pivotantes, também em vidro.

Apartamento projetado por Juliana Moura
Lavabo acompanha a proposta

O piso de porcelanato de toda a área social, Concretíssyma Matiz Oliva, 90cm X 90cm, é o mesmo do lavabo, onde as paredes pintadas ganharam aparência de concreto aparente. Os discretos balcão e cuba são em mármore João Moura e não competem com o vistoso espelho redondo que tem moldura de resina com efeito envelhecido, protagonista absoluto do espaço. Nas paredes, o papel de parede mica preto, formado por pedras naturais prensadas, tem sutil padrão listrado.

Integrados, mas diferentes

Próxima do living, mas bem setorizada, a churrasqueira ganhou linguagem própria: madeira de demolição, usada no painel e no balcão, garantindo uma unidade visual que define bem o ambiente. As banquetas altas têm base de metal e assentos revestidos em couro sintético. Contígua, a generosa adega climatizada, desenhada por Juliana, mede 1,9m por 2,30m, e a porta branca com simpática escotilha leva à cozinha.

Apartamento com interiores projetados por Juliana Moura, site eleoneprestes.com
Churrasqueira com bancada que funciona como bar tem a presença da madeira de demolição

Na sacada, o tom é descontraído, graças principalmente ao revestimento do piso e das paredes em madeira cumaru. Os nichos, iluminados por fitas LED foram criados especialmente para acolher as floreiras, dando um toque de alegria ao recanto. O mobiliário segue a mesma linha rústica, com a mesa de bar redonda e a banqueta alta na cor Nogueira, e o banco baixo de dois lugares, Havana. Recanto perfeito para tranquilo um drinque no final de tarde, apreciando a vista da cidade…

Apartamento projetado por Juliana Moura
Aconchego na sacada com madeira cumaru

 

Juliana Moura Arquitetura e Ambientação

Graduada em 2001, a arquiteta Juliana Moura atua nas áreas residencial, comercial e de feiras e eventos. Tem consistente experiência em projetar consultórios dentários e sua formação inclui acústica de edificações, luminotécnica, arquitetura de feiras e de interiores para hotéis.

Desembargador Augusto Loureiro Lima, 129/101

Bairro Petrópolis, Porto Alegre, RS

(51) 98449444/37374237

www.julianamoura.com.br

(Texto Marjori Michelin)

Mais de Equipe eleoneprestes.com

Cores tranquilas e linguagem linear

No décimo sétimo andar de um prédio de esquina, no bairro Petrópolis,...
Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *