Revestimento natural: tem pedra no caminho da elegância

Mundstock-eleone-prestes

Desde o nome o mármore Gris Armani diz a que veio, incumbido de conferir elegância contemporânea às propostas as quais habita e define a personalidade. A Qualitá Sul traz a chapa polida da Itália para fazer bonito em projetos como este – executado perto do Jardim Botânico, em Porto Alegre. Trata-se de trabalho do escritório Mundstock Arquitetura, das arquitetas Luana e Lisandra Mundstock, com portfólio igualmente marcado pela elegância e pelo acabamento na concepção de seus ambientes. Basta olhar para o cuidado com a paginação da pedra no volume da lareira e da TV e para o desenho da bancada limítrofe, entre o estar e a cozinha social, com toda a área molhada no mesmo material.

Mundstock-eleone-prestes
Dois volumes de rocha natural: na estrutura da lareira, onde se apóia a TV, e na bancada de bar e cocção, à frente da pia da cozinha, em harmonia com o concreto aparente e a madeira. Ao fundo, a leveza do vidro da cristaleira dialoga com as linhas da estante na lateral do volume da lareira e se contrapõe ao móvel de madeira e à rusticidade da laje aparente e à força do mármore com acento europeu tropicalizado pelo layout gaúcho  (fotos Studio Prestes)

– Cuidamos para os veios se encontrarem e desenhamos a quina bem fina na ponta para dar leveza – admite a arquiteta Luana sobre a bancada multiuso que tem na sequência a área de cocção e dialoga com a pia que sobe com espelho em pedra e se combina à madeira, em perfeita harmonia.

Mundstock-eleone-prestes-4
Esta quina de Armani já ganhou

Escolha natural

– Usamos elementos naturais para trazer bem estar e aconchego para os clientes. Plantas e elementos como a madeira e a pedra natural remetem diretamente à natureza, o que faz com que as pessoas se sintam mais à vontade, aumente a sua sensação de bem-estar, a criatividade, produtividade e melhore as relações interpessoais – ressalta Luana sobre os benefícios das escolhas que as duas arquitetas vêm fazendo para projetos residenciais e corporativos.

Ao começar a adquirir os elementos chaves para a execução deste apartamento, projetado para um casal, há menos de um ano, o mármore foi uma das primeiras escolhas, conforme Luana. Em um dia quente, a arquiteta foi até a Qualitá Sul para escolher o material na companhia dos clientes, sintonizados com a proposta de trabalho da dupla de arquitetas que estava decidida a especificar um material exótico e natural. Entre a enorme variedade de pedras nacionais e importadas, a Armani foi a adotada pela profissional e pelos clientes.

Mundstock-eleone-prestes
O capricho está nos detalhes. Veja a solução para a área molhada e o mobiliário sob medida para a cozinha de mármore e madeira

– Queríamos um material com aparência exótica, mais descontraída – ressalta Luana, que argumenta ainda o aspecto funcional combinado ao estilo: o Gris Armani, além de “entrar bem com o concreto – o empreendimento tem laje aparente –, a pedra não é muito porosa e funciona bem para a cozinha”. Também é ideal para estruturar a lareira. Em um projeto anterior, as profissionais do Mundstock Arquitetura haviam especificado o Gris Armani para um espaço gourmet de um salão de festas por esses atributos estéticos e funcionais.

Móvel de pedra-eleone-prestes
Móvel de pedra e vidro em um apartamento com áreas de lajes aparentes do empreendimento
Mundstock-eleone-prestes-9
Atrás do volume da lareira e da TV, o jantar. Na parede da direita, que na sequência chega à porta de entrada, foi especificado um revestimento com textura de tijolo, mas em uma tonalidade que quase se mimetiza com o concreto da estrutura

Para fazer frente à determinante laje aparente, a forte presença da rocha natural contribuiu para distribuir essa energia, junto com a parede em tom marcante:

Gostamos de ter vários destaques em harmonia – diz Luana.

Mundstock-eleone-prestes
Parede colorida e madeira – pínus envelhecido. Esse material natural tem papel importante para aquecer visualmente o ambiente social, até com persianas de madeira. O curinga tom acinzentado reveste os estofados, marca o tapete do estar e dialoga com a estrutura aparente de concreto

No aspecto do lifestyle do casal de profissionais liberais, o apartamento de 110 metros quadrados com terraço de 30 metros quadrados na cobertura de um prédio de 18 andares é uma alternativa de vida mais compacta e prática. A morada anterior tinha medidas maiores e foi deixada para trás com o respectivo mobiliário. Kika, a mascote da casa, aprovou as escolhas da atual opção de vida – com a condição de manter seus tapetes estrategicamente colocados:

projeto de Mundstock Arquitetura com Gris Armani da Qualitá Sul - eleone-prestes
Ao fundo à esquerda na foto, a cachorrinha Kika aprova ou prova o projeto de arquitetura de interiores

Agora, a paisagem nos 360 graus do imóvel mostra desde o Jardim Botânico até o Guaíba, ampliando o alcance da vista.

apartamento-paisagem-mundstock-eleone-prestes
Natureza fora e dentro de casa imprime o verde e o azul como um fechamento
Escrito por
Mais de Eleone Prestes

Vasos de grife para o jardim

Marcelo Rosenbaum, Studio Fetiche e Leo Romano assinam peças produzidas pela Vasap...
Leia Mais

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *