Patricia Anastassiadis traduz o estilo elegante da Artefacto

Autora do recente Palácio Tangará, diretora criativa da marca Artefacto pelo terceiro ano, a arquiteta Patricia Anastassiadis assina showroom de 400 metros quadrados no pavimento térreo desde a vitrina e coleção de mobiliário exclusiva para a loja Artefacto da Rua Haddock Lobo com 38 novas peças, nas quais mistura Ocidente e Oriente, tropicalizados pelo seu talento em criar design atemporal. Esta é a loja dos Jardins, visita certa para os interessados em arquitetura e interiores durante o ano todo para conhecer as propostas de elegância da grife. Na Casa Cor São Paulo, aberta até 23 de julho, também há mobiliário da marca.

Veja os ambientes do showroom de Patrícia, suas explicações sobre as influências e estilos que norteiam a coleção e, bem mais abaixo, alguns espaços da Artefacto assinados por outros profissionais, nos andares superiores da loja.

Artefacto-Eleone

(Fotos Studio Prestes)

Patricia apresentou 38 itens que passaram a integrar o portfólio de lançamentos da marca com mais de 40 anos para 2017. (Foto Divulgação)

A parceria da profissional com a marca que hoje tem 25 lojas no Brasil e três unidades nos Estados Unidos começou em 1995: Patricia já participou 16 vezes da Mostra Artefacto, evento anual que reúne designers de interiores, decoradores e arquitetos, para apresentar as  tendências de decoração e mobiliário.

(Foto Studio Prestes)

Processo criativo

“Se tivesse que apontar uma única inspiração, com certeza seria o Yves Saint Laurent (1936-2008)”, diz Patricia. Em especial, a paixão do estilista francês pelo Marrocos – lugar onde passou boa parte de sua vida. O Jardim Majorelle, localizado no centro de Marraquexe, encabeça o seu moodboard.

“Meu objetivo é atingir a atemporalidade – quero que essas peças permaneçam atuais por mais uma ou duas décadas, em sintonia com a potência e o dinamismo com que Paulo (Bachi) conduz a marca”. Anastassiadis propõe tradição, contemporaneidade, formas orgânicas e referências ao Oriente Médio (Países Árabes) e na Ásia (China e Japão).

“Sou uma pessoa que transita entre o passado e o presente”, resume a arquiteta, que tem o desafio de mesclar o estilo atual com referências do passado em estofados, mesas, aparadores, cadeiras, banquetas e peças de apoio para a marca que tem acento italiano.

Patricia-Anastassiadis-Artefacto(Foto Divulgação)

Para caracterizar a coleção, Patricia selecionou quatro moods para as peças, que seguem a linguagem e o estilo New Classic, Nouveau, Ink e Orient Excess. Os lançamentos serão apresentados na inauguração da Mostra Artefacto, prevista para o dia 10 de março e estará disponível em todas as lojas da rede.

New Classic

A tradição atualizada para os dias de hoje. Boiseries, capitonês e botonês aparecem de forma suave e elegante. Arquétipos legendários como a cadeira do imperador Napoleão, são trazidos para os dias de hoje por meio de materiais tecnológicos e desenhos mais limpos. É o clássico revisitado e readequado.

Nouveau

Com inspiração direta no movimento Art Nouveau (linhas curvas e formas derivadas, sobretudo de flores e folhagens), Anastassiadis apresenta peças com uma leitura feminina e sensual, com tonalidades suaves como nudes, cinzas e verdes acalmados.

Ink

A paixão pelas artes plásticas e por elementos gráficos fizeram Patrícia buscar na pintura sumi-ê e na técnica milenar de tingimento suminagashi, ambas originárias do Japão, a verve para compor os móveis dessa linha. A estética do alemão Vladimir Kagan (1927-2016) e os marmorizados italianos também entram na roda, compondo rico intercâmbio cultural entre oriente e ocidente.

Orient Excess

A China e o Oriente Médio aparecem diluídos com sofisticação: ouro amarelo, ouro rosa – novidade entre os acabamentos da marca –, palhinhas e tonalidades como o laranja queimado combinam com as curvaturas dos móveis, compondo matizes que agregam valor estético ao catálogo da marca.

Sobre Patrícia Anastassiadis

A arquiteta cresceu entre tecidos, linhas e agulhas em uma confecção feminina, de propriedade de sua família, no bairro paulistano do Bom Retiro. A mãe, de origem judaica, é estilista, e o pai, grego, administrador de empresas. Até os 17 anos, pensou em se dedicar à moda, mas por sugestão de sua mãe optou pela arquitetura. Entrou na faculdade Mackenzie e, aos 21 anos, já apaixonada pela profissão, montou um escritório na varanda de casa. Seu primeiro projeto foi o restaurante Filomena, em 1994. Depois disso, vieram outros projetos de marcas como o Banque Edmond de Rothschild, Deustche Bank, Bank Boston, Adidas, Nestlé, Sony, Brookfield, Tishman Speyer, tanto no mercado nacional quanto internacional (Portugal, Espanha, EUA e Chile).

A profissional sempre busca projetar espaços onde a arquitetura e o design propiciem bem estar, conforto e percepção de soluções únicas. Entre os grandes hotéis estão o Palácio Tangará, da rede Oetker Collection, o Hilton Barra do Rio de Janeiro, o Ritz Carlton, de Santiago, no Chile, o Tivoli Mofarrej, em São Paulo e o Club Med de Trancoso, na Bahia.

“Um projeto precisa ter um conceito único, ser pensado especialmente para atender as necessidades e o perfil do cliente, conter arte e tecnologia. Estudamos cada detalhe, buscando unir a preocupação estética com as melhores soluções técnicas e funcionais”, explica Patricia.

Sobre Anastassiadis Arquitetos

Há 20 anos no mercado, a Anastassiadis Arquitetos destaca-se por desenvolver projetos de arquitetura e design de interiores para as áreas comercial, corporativa, hoteleira, empreendimentos imobiliários. Sob a direção da arquiteta Patricia Anastassiadis e de uma equipe de sócios, a empresa é composta por um time de mais de 60 profissionais, que desenvolvem projetos e formulam conceitos buscando unir a preocupação estética com as melhores soluções técnicas e funcionais para cada projeto. Com mais de 700 projetos realizados e atuação no mercado nacional e internacional (Portugal, Espanha, EUA e Chile), a Anastassiadis Arquitetos prioriza espaços nos quais a arquitetura e o design resulte em bem-estar, conforto e percepção de se sentir em um lugar único.

Ambientes de outros profissionais na Mostra Artefacto da Rua Haddock Lobo, em São Paulo:

Artefacto-Eleone

Artefacto-Eleone

Artefacto na Casa Cor

Ambientes de Alessandra Castro, Bruno Carvalho, Paola Ribeiro, Ricardo Pessuto, Olegário de Sá e Gilberto Cioni, e escritórios, entre os quais Triplex Arquitetura e Negrelli e Teixeira Arquitetura têm móveis Artefacto. Esta é a 31ª edição da Casa Cor em São Paulo, que se estende até 23 de julho, no Jockey Club.

Um dos destaques deste ano é a Casa Cosmopolita de 180 metros quadrados da arquiteta Paola Ribeiro. Poltronas curvilíneas e estofadas em veludo verde e rosa, assim como mobiliários com tons neutros, marcam a presença da Artefacto no espaço. Inspirada nos anos 1970 o ambiente exibe mobiliário com acabamentos em dourado e rosè.  Paola integra à casa um jardim, com ventilação e iluminação capturadas por meio de brises pivotantes.

Ambiente de Paola Ribeiro (Foto Denilson Machado)
Casa Cosmopolita, ambiente de Paola Ribeiro (Foto Denilson Machado, Divulgação)

Marca o Living do designer de interiores Bruno Carvalho um mix de estilos, do art déco ao contemporâneo. Mesas de centro, cômodas e mesa bar da Artefacto permeiam o espaço com requinte.

Ambiente de Bruno Carvalho na Casa Cor
Ambiente de Bruno Carvalho na Casa Cor (Foto Marco Antonio, Divulgação)

 

Escrito por
Mais de Eleone Prestes

Mondrian inspira design de irmãos Fahrer

A arte inspira o design dos irmãos Jack e Sergio Fahrer. Essa...
Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *