Quarto de bebê com papel de parede exclusivo alia estilo rústico à delicadeza

A arquiteta Nivia Vittore levou o conceito de decoração afetiva ao extremo ao projetar um quarto infantil cujo ponto central é um papel de parede exclusivo, em que a criança é a personagem. O espaço será a primeira morada do neto dela, Fernando, e por isso a profissional e a equipe do escritório próprio, NV.Arquitetura, se emocionaram durante o processo de criação do ambiente.

Nivia conta que o único briefing passado pela filha foi uma madeira diferenciada, de aspecto rústico, e a ideia de criar um ambiente que lembrasse o clima de um celeiro. Como o espaço era para um bebê, o primeiro neto da arquiteta, ela adicionou elementos que deixaram o conceito rústico muito delicado, ideal para o pequeno crescer.

“A madeira escolhida por ela não tem uso tradicional na marcenaria, por isso desenvolvemos um projeto especial para que o material pudesse ser usado no ambiente. É um tipo de madeira rústica, que se integrou muito bem ao conceito do quarto”, explica a arquiteta.

Junto à madeira, Nivia adicionou elementos de couro, como os puxadores dos móveis, que dão um aspecto ainda mais rústico ao quarto. O acabamento delicado, no entanto, feito à mão por um fornecedor do escritório, fez com que a mobília tivesse ares infantis. Os materiais combinaram muito bem com as cores escolhidas pela arquiteta: branco e tons de cinza. “Essa harmonia entre tons e materiais criou um ambiente de aconchego”, completa Nivia.

 

Papel de parede e iluminação

Quanto ao papel de parede, a ideia era de que Fernando fosse o personagem principal de uma história, rodeado de animais de safari, que acompanhariam seu crescimento. Por isso, no desenho de autoria da designer Mariana Prestes, ele aparece com várias idades ao lado dos amigos da selva.

“A Mariana interpretou muito bem o nosso briefing. Tínhamos idealizado uma história em que o Fernando fizesse parte de um safari, por isso passamos a ela algumas imagens de referência. A partir disso, ela desenvolveu desenhos lindos dele com os animais, em diferentes etapas da vida. Superou as nossas expectativas”, explica a arquiteta Emília Bagesteiro Riegel, que também atua no NV.Arquitetura e participou do projeto.

Esta foi a primeira vez que o escritório idealizou um ambiente com um papel de parede exclusivo. Aplicado em uma faixa acima do berço, ele foi destacado com a iluminação indireta, ideal para uso em quartos infantis. “A iluminação indireta é ótima para esse tipo de ambiente, principalmente para não perturbar o sono do bebê ou para momentos de amamentação”, acrescenta Emília.

Fotos: Marcelo Donadussi

Mais de Equipe eleoneprestes.com Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *