Mariana Pesca Arquitetura cria varanda contemporânea para a CASACOR Santa Catarina

Um trecho da música Verde, imortalizada na voz de Leila Pinheiro, intitula a varanda projetada pelo escritório Mariana Pesca Arquitetura para a CASACOR Santa Catarina. Chamada de Verdejantes tempos, mudança dos ventos…, a área propõe uma reflexão sobre o estilo de vida atual, de constantes atualizações e rápidas mudanças. A mostra de arquitetura catarinense, que nesta edição traz o tema A Casa Viva, ocorre até 25 de novembro em uma charmosa casa na estrada Caminho dos Açores, em Santo Antônio de Lisboa.


Com uma linguagem contemporânea, o projeto foge da imagem bucólica comumente relacionada a este tipo de espaço. A varanda projetada pelas arquitetas Mariana Pesca, Elise Lacerda e Ivana Bernart não diferencia o ambiente interno do externo, por exemplo. “Isso vem ao encontro do lifestyle atual. Hoje em dia, tudo é para ser usado, não tem mais motivo para ter algo só por ter ou para mostrar. Estamos vivendo os extremos. Enquanto a tecnologia invade e muda nossas vidas, buscamos conexão com mente e corpo através de meditação e alimentação saudável. Por isso, o nome Verdejantes tempos, mudança dos ventos…”, explica Mariana Pesca.

Pensando nesta nova maneira de viver e administrar o tempo, elas uniram o sossego da área externa às funcionalidades da interna, criando um espaço que permite o convívio e a contemplação sem que as atividades do dia a dia sejam interrompidas. Nesta varanda contemporânea, a vida de dentro da casa segue. Uma pequena cozinha também foi planejada para momentos de descontração gourmet. “Pode-se receber amigos para uma refeição, para um bate-papo, reuniões informais. A ideia é que as atividades que acontecem dentro de casa possam seguir na área externa, como ler, receber e cozinhar”, complementa Ivana Bernart.

Com 185 m², o espaço respeitou as características já existentes na casa que recebe a mostra. Os arcos estruturais e as esquadrias foram mantidos, e as profissionais aproveitaram as venezianas existentes para desenvolver painéis com a mesma proposta, criando uma simbiose. O mobiliário da varanda, da Saccaro, também propõe um diálogo entre o outdoor e o indoor, com uma nova proposta de móveis de área externa que podem ser utilizados tanto dentro quanto fora da casa.

A mobília traz peças assinadas por designers consagrados, como a linha Soul, do catarinense Luan Del Savio para Saccaro, que será lançada nesta edição da mostra. O piso externo cinza, porcelanato Elizabeth que remete a uma pedra, faz a base neutra para os móveis se destacarem. Toldos triangulares tensionados por mastros, projetados pelo escritório, protegem parcialmente do sol ao mesmo tempo que trazem um efeito estético interessante. Já o piso interno, porcelanato que imita madeira, foi assentado na paginação espinha de peixe e traz uma contemporaneidade retrô.

As cores predominantes são branco, cinza, preto, madeira, tons de verde (do menta ao esmeralda) e tons de terracota, coral e rosé. Na fachada e dentro do percurso, as paredes são preenchidas com vegetação com sistema de irrigação programado, trazendo o verde de forma inusitada. Entre os destaques está um banco curvo em Corian com formas orgânicas, que “abraça” o canto do ambiente e possui carregadores de celular por indução no assento. Outro ponto alto são as luminárias em perfil metálico preto fosco em forma de arco, que remetem aos arcos existentes na edificação e foram o ponto de partida para todo o projeto. Tanto o banco quanto as luminárias são projetos do escritório, produzidos pela Infinita Superfícies e Decorinox, respectivamente.

“O estilo colonial da casa não foi ignorado, muito pelo contrário, foi enaltecido através das luminárias que projetamos que rebatem a iluminação para paredes e teto. Elas expressam a importância que tem para o escritório o desenvolvimento de uma arquitetura contextualizada e que valoriza o entorno. São elementos bem contemporâneos, que proporcionam aconchego devido a iluminação indireta e quente”, reforça Elise Lacerda.

O espaço gourmet traz o conceito stone box, com superfícies envelopadas em Dekton. O material tem a nobreza do mármore, mas a praticidade da superfície sintética. Prateleiras de banheiro, da Deca, viram apoio na cozinha. A cuba em Corian de sobrepor, estilo americano, faz a ponte do clássico com o contemporâneo. Há, ainda, pendentes assinados por Maurício Arruda, iluminando a mesa de jantar de forma não convencional, por meio de rebatedor. Ainda sobre a mesa, há uma instalação com os castiçais para velas e flores do designer Giovanni Wives, que aparecem também pendurados nas paredes.

Por fim, algumas peças autorais despertam reflexões e diferentes sensações. Cinco fotos de Patrícia Vieira e uma de Mariana Boro ilustram o ambiente. Há, também, a escultura Diálogos com o vento, interativa e suspensa, feita exclusivamente para o espaço pelo artista plástico Juliano Aguiar. O contraste e a relação entre interno e externo, bem como as reflexões perante as mudanças nos tempos, ficam evidenciados em diversas escalas e situações ao longo da varanda.

CASACOR Santa Catarina 
Data: 14 de outubro a 25 de novembro
Horário: De terça a sexta das 15h às 21h, aos sábados das 13h às 21h e aos domingos das 13h às 19h
Local: Casarão do Caminho dos Açores, Caminho dos Açores, 1410 – Bairro Santo Antônio de Lisboa, Florianópolis
Entrada:  R$ 20 a meia-entrada, R$ 40 a entrada inteira e R$ 100 o passaporte

Mais de Equipe eleoneprestes.com

ArchDaily lista seis escritórios brasileiros de arquitetura entre os melhores do mundo

Seis escritórios brasileiros fazem parte de uma seleção dos melhores arquitetos contemporâneos...
Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *