Direto de Paris: Déco Off colore a cidade

Paris Déco Off : MIssoni Home no Paris Déco Off
Missoni Home no Paris Déco Off

Preto predomina no guarda-roupas de inverno dos parisienses, mas os lançamentos em tecidos, papéis de parede, mobiliário e passamanarias no Paris Déco Off quebram essa tendência sóbria e criam pontos de contraste primaveril no chuvoso período de 19 a 22 de janeiro na cidade. Os 160 pendentes de pantalhas coloridas suspensos nas ruas que integram o evento espalhado pelas ruas às margens do rio Sena sinalizam onde se deve render à decoração, com o reforço de banners à frente dos showrooms efêmeros, identificados de longe pelo papagaio colorido sobre fundo branco. Há também painéis com estampas dispostos em locais públicos. Vale ressaltar que as cores em evidência nas vitrinas inclusive são quesitos que contarão para a escolha das duas melhores propostas de fachadas entre os 97 showrooms de 115 marcas.

Paris Déco Off
Luminárias pendentes ao sabor do vento (Fotos Studio Prestes)
Paris Déco Off - Praça à fente da igreja de Nossa Senhora das Conquistas
Praça à fente da igreja de Nossa Senhora das Vitórias
Thibaut - Paris Déco Off
Adorei a vitrina da Thibaut. Tomara que ganhe algum prêmio
Paris Déco Off
A designer Mariana Prestes também considera a Thibaut um detaque. Veja a vitrina pelo lado de dentro. O trabalho é artesanal, lindo

Tendências com endereço certo

No caso dos tecidos, a maior incidência no Déco Off, a tendência de haver uma profusão de cores e estampas a marcar as coleções de grifes reconhecidas começou a ser desenhada muito antes desta edição do evento, como é o caso da Missoni Home (alto), que lança linhas com a predominância de paletas ousadas de cores e formas e brinca com escalas.

Do mesmo modo a grife Designers Guild (abaixo), com equipe de cerca de 15 pessoas fixas trabalhando em coleções dois anos antes do seu lançamento. Mas o fato é que se afirmam nesse horizonte inspirações em pássaros, flores, insetos e geometria usada de forma mais criativa.

Paris Déco Off
Borboletas e outros insetos mostrados com arte na Designers Guild, entre as coleções da marca, com um dos showrooms mais disputados no Paris Déco Off

Listras, como as da Dedar (abaixo), e estampas com o desenho da criação à mão valorizado, leia-se Guild (acima), é uma das fórmulas observadas. Este ano, há toques de brilho na composição de certos tecidos, muitos em  paletas neutras mas que fogem da obviedade. Sempre há um diferencial, que pode ser a textura muito leve ou muito pesada do próprio tecido. A tecnologia de confecção dos materiais impressiona, tanto nos panos lisos, de cores muito variadas, tons secos e toques diferentes, mas principalmente no caso das estampas.

Paris Déco Off
Dedar tem uma variedade de propostas e tecnologias que impressiona. Entre os hits, os listrados

Nos tecidos da Kvatrat, também há linhas diversas entre si em cores e texturas. Observe nestas os tons neutros:

Paris Déco Off
Tecidos da Kvatrat. Espia o amarelo queimado, entre cinzas e outros neutros

Papel de parede e Cole & Son são quase sinônimos. Na linha atual, as viagens pelo mundo do designer Martyn Lawrence Bullard marcam as propostas.

Paris Déco Off
O mundo nas paredes na proposta da Cole & Son
Paris Déco Off
O designer Martyn Lawrence Bullard em pessoa explicava as suas criações no showroom da Cole & Son, um grande diferencial

Quem está na cidade e ainda não foi ao Paris Déco Off, evento criado em 2009 por Carol Locatelli e Hughes Charuit, ainda tem o dia de hoje para percorrer os showrooms. O Paris Déco Off funciona como o Fuori Salone de Milão: o Salone del Mobile Milano é o âncora, em um local específico, fora da cidade, e a cidade vira uma festa com locais efêmeros e perenes envolvidos no Paris Déco Off.

 

 

Escrito por
Mais de Eleone Prestes

Feira Ambiente: de 9 a 13 de fevereiro em Frankfurt

É interessante como as grandes feiras internacionais fazem um trabalho louvável de...
Leia Mais

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *