Arquitetura com afeto: casa projetada por Stemmer Rodrigues

Casa Flor, voltada para uma praça de um lado e para o seu espaço de convício e lazer para o outro (Fotos divulgaçao, Gabriel Konrath)
Casa Flor, voltada para uma praça de um lado e para o seu espaço de convício e lazer para o outro (Fotos divulgação, Gabriel Konrath)

Casa com memória afetiva materializada na praça em frente contém forte apelo emocional para a família que ainda viu seus desejos e necessidades práticas atendidos com louvor. Localizada na Chácara das Pedras, bairro residencial de Porto Alegre, a Casa Flor, projetada pelo escritório Stemmer Rodrigues com 273 metros quadrados construídos, divididos em três pavimentos, foi implantada em um terreno com forte declive. Situada frente à uma praça de grande valor para os clientes, um jovem casal de professores universitários com dois filhos, antigos moradores da região, ainda havia a questão de que a família participou da rearborização da praça. Assim, um de seus principais desejos ao comprar o terreno foi o de que a casa tivesse o melhor aproveitamento possível da vista, porém, também preservando a privacidade em relação à rua.

Fachada da casa projetada no Bairro Três Figueiras, em Porto Alegre
Fachada da casa projetada no Bairro Três Figueiras, em Porto Alegre

Isso foi possível a partir de grandes aberturas de vidro que compõem toda a fachada da casa. A solução também garantiu que os três pavimentos recebam iluminação natural e ventilação cruzada em todos os cômodos, minimizando o consumo de energia e resultando em maior sustentabilidade.

O pavimento inferior foi destinado ao living, com pé-direito duplo, integrado à cozinha e às demais áreas de convivência, ambientes ligados ao pátio e à piscina ao fundo do lote. No pavimento inverso, as três suítes e o estar íntimo, com a privacidade do andar superior.

O efeito da iluminação ao cair a tarde mostra que as aberturas também resultam em menor consumo de energia
O efeito da iluminação ao cair a tarde mostra as soluções que resultam em menor consumo de energia

No térreo, a interligação visual com a praça foi garantida por meio da transparência do abrigo de carros. Neste mesmo pavimento, também estão situados o hall de entrada, a lavanderia e um mezanino lateral, que abriga a biblioteca do casal – composta pelo volume de livros, dispostos na altura da vista, pedido especial dos clientes.

Leitura e descontração
Leitura e descontração, uma solução inusitada

Do lado da biblioteca, uma rede flexível de corda náutica paira sobre o living, criando um ambiente inovador e confortável para leitura e descanso no coração da casa.

Área de convívio
Outro ângulo da biblioteca da Casa Flor

 

Ficha Técnica

Projeto: Casa Flor

Arquitetura: Stemmer Rodrigues Arquitetura

Gerenciamento/Coordenação da Obra: Stemmer Rodrigues Arquitetura

Local: Porto Alegre / RS

Ano: 2019

Área: 272,81m²

Crédito das fotos: Gabriel Konrath

Escrito por
Mais de Eleone Prestes

Pedras brasileiras na Milan Design Week

Exposição assinada pela arquiteta e designer Vivian Coser integra os eventos do...
Leia Mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *