Jardins da Infância de Susana Luft: magnólias, álbum de família e Alice no País das Maravilhas

Susana Luft - Foto Gravura Galeria de Arte SLF-eleone-prestes

Ao entrar na exposição “Jardins da Infância”, de Susana Luft, na Sala Negra da Gravura Galeria de Arte, em Porto Alegre, aberta nesta quinta-feira, a sensação é a de entrar dentro de uma história contada com poesia. Já na primeira obra, à esquerda de quem entra, a figura de uma menina nos transporta para um universo de verdade, composto por memórias de infância reais. E não é para menos. Sentada ao fundo da sala, a menina, Lya Luft, mãe de Susana, conta que a menina é ela. E a escritora lembra perfeitamente daquele vestidinho que traja na foto. A artista diz que emprega nesta série de técnica mista sobre tela ferramentas que as crianças usam, como lápis de mais de um tipo e colagem.

Obra de Susana Luft (Fotos Gravura Galeria, Divulgação)
Obra em técnica mista de Susana Luft com 60cm x 60cm (Fotos Gravura Galeria, Divulgação)

(Sem saber nada disso, ao deparar com a obra lembrei dos desenhos que fazia na escola, quando desbastava os lápis com uma lâmina (gillette) que se encaixava em uma estrutura de papelão para apontar ou retirar dos lápis um pó que a gente esfregava com algodão e muito carinho no papel para fazer a base de criações que depois recebiam contornos fortes de grafite, na tentativa de criar algo minimamente bonito e criativo. Acho que foi por isso que resolvi escrever.)

A artista de verdade Susana Luft revela que suas inspirações vêm das memórias de infância da casa de sua avó, em particular dos jardins de sua antiga casa, com lago e magnólias e se apropria ainda da personagem de Alice no País das Maravilhas, parte de seu repertório infantil. Susana usa recorte, colagem, pastel oleoso e lápis grafite como em sua infância, e também a pintura acrílica, onde utiliza das técnicas aprendidas com seus orientadores. Aluna de Plínio Bernhardt e Vera Wildner, recentemente falecida, a pintora e médica pediatra Susana Luft ilustrou Histórias de Bruxa Boa e A Volta da Bruxa Boa em co-autoria com a escritora Lya Luft, sua mãe. Que dupla! Sugiro uma visita à mostra até 4 de novembro, aberta de segundas a sábados. É só chegar. E curtir esta exposição e outra individual na sala ao lado, de Ana Mähler. A galeria tem aberto exposições em duplas, ao mesmo tempo na Sala Negra e na Sala Nova.

SERVIÇO

O que: Exposição “Jardins da Infância”, de Susana Luft

Onde: Gravura Galeria de Arte – Rua Coronel Corte Real, 647, bairro Petrópolis, Porto Alegre

Quando: até 4 de novembro de 2017, segundas a sextas, das 9h30 às 18h30 e sábados, das 9h30 às 13h30

 

Escrito por
Mais de Eleone Prestes

A arte de transpor conforto, móveis e obras de arte de uma casa para um apartamento

Adaptar a vida em uma casa para um apartamento com quase um...
Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *